segunda-feira, 12 de maio de 2008

Se meus olhos estivessem em minhas mãos...

Tomaria cuidado nos cumprimentos
Escolheria melhor as faces a serem beijadas
Lavaria as mãos mais constantemente
Dormiria com as mãos no bolso e em qualquer lugar

Te acharia com mais facilidade entre a multidão
Um adeus sempre úmido em lágrimas seria
Um abraço nunca me trairia
Menos ainda um aperto de mão

Quando lhe oferecesse as mãos
Estaria oferecendo também minha visão
ExperiÊncias vindas de um somátorio do tempo

Um aplauso seria seguido de um piscar
E um piscar a mão fechada
Que não mais denotaria violÊncia ou mesquinhÊs

Se meus olhos estivessem em minhas mãos
Eu pegaria as suas mãos
Para que juntos pudéssemos ver o mundo
Na palma de nossas mãos

5 comentários:

A.Tapadinhas disse...

Ter o mundo na mão só como imagem poética: o mundo é demasiado importante para ser confiado aos homens. Até Deus já deve estar arrependido... São as minhas "experiências vindas de um somatório do tempo"...
Beijo intemporal.
António

Suzana disse...

Certamente trata-se de uma imagem poetica.
O mundo nas mãos dos homens ?Já estamos sentindo o resultado!
bjs

Udi disse...

mas... será que não nos é possível ver com as mãos?

Suzana disse...

Possível é, o BRAILE não nos deixa mentir.

Érica disse...

lindo! linnnndo!