domingo, 27 de abril de 2008

O poeta


O poeta vê e ouve tudo
igual a todos,
só descreve diferente;

3 comentários:

Anne M. Moor disse...

Cada um descreve de acordo com sua história. E cada leitor o lê de acordo com a sua.
Bjos

cenTauro disse...

é com muito prazer que a conheço, a si e aos seus amigos.
é claro que pode fazer os links que quiser ao Instituto Futurista, o mesmo farei ao seu Poética sem Métrica cujas águas são as mesmas por onde navego á decoberta de tesouros e outras preciosidades. Desejo-lhe os melhores ventos ao seu Poética...!

obrigado

lino cabral

Flavio Ferrari disse...

Discordo ... um poeta escreve o que vê, como todo mundo, só que vê diferente.